Scudero Ultra no controle de doenças do trigo

LAUDO DE ENSAIO DE PESQUISA
Fundação Agrária De Pesquisa Agropecuária – FAPA

Área de Pesquisa: Fitopatologia – Mancha amarela e bacteriose em trigo
Guarapuava – PR
Safra 2019/2020

Heraldo R. Feksa – Pesquisador
Cristiane G. Gardiano – Pesquisadora
Berthold Duhatschek – Técnico Agrícola

Posicionamento do produto SCUDERO no controle de doenças na cultura do trigo

O objetivo do ensaio foi avaliar o posicionamento do produto Scudero no controle de doenças da cultura do trigo, sendo elas mancha amarela e bacteriose. O experimento foi instalado na estação experimental da FAPA – Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária, localizada no distrito de Entre Rios, Colônia Vitória, município de Guarapuava/PR. No ensaio foi utilizada a cultivar de trigo Tbio Toruk, semeada na data de 24/06/2019. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repetições e sete tratamentos, apresentados no Quadro 1. Além de severidade de mancha amarela e bacteriose, depois de realizada a colheita, determinou-se rendimento (kg/ha), peso de mil sementes (PMS) e peso hectolitro (PH), corrigidos para 13%.

Quadro 1 – Descrição dos tratamentos utilizados na condução do ensaio. (Fonte: FAPA, 2020)

Todos os tratamentos com Scudero Ultra diferiram estatisticamente da testemunha no controle das doenças mancha amarela e bacteriose. Na figura 1 está ilustrada a evolução das doenças para cada tratamento. O tratamento 7 (T7) foi o que apresentou maior eficiência de controle comparado à testemunha, tanto para mancha amarela (90,8%) quanto para bacteriose (96,7%).

Figura 1 – Gráficos da evolução da doença para os tratamentos.
(Fonte: FAPA, 2020)

Na tabela a seguir estão descritos os resultados ao final do ensaio para rendimento, peso de mil sementes (PMS) e peso hectolitro (PH).

Tabela 1 – Avaliações dos tratamentos para rendimento, PMS e PH. (Fonte: FAPA, 2020)

Com relação a rendimento, PMS e PH, todos os tratamentos apresentaram valores maiores que a testemunha, diferindo estatisticamente desta. A figura 2 apresenta os incrementos em produtividade para cada tratamento em comparação à testemunha T1.

Figura 2 – Gráfico Produtividade. (Fonte: FAPA, 2020)

Conclusão

Todos os tratamentos com Scudero Ultra apresentaram eficiência para controle de mancha amarela e bacteriose em trigo, com destaque para o tratamento 7. Enquanto a testemunha apresentou 62,4% de severidade para mancha amarela e 50,2% para bacteriose, T7 apresentou 5,6% e 3,1%, respectivamente.

Os tratamentos com Scudero Ultra promoveram aumentos na produção, com incrementos variando de 91,2% a 110%.